1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Premiados


  • Melhor Monografia - CEIS20

    José Bértolo – Sobreimpressões. Leituras de Filmes (2019)
    Os ensaios que compõem a monografia de José Bértolo começaram por ser textos publicados, à razão de um por mês, entre setembro de 2017 e novembro de 2018, no website À pala de Walsh. Para este livro, o autor reviu-os, modificou-os e acrescentou outros, que antes haviam tomado a forma de comunicações em diversos encontros académicos. O júri destaca, aqui, o estudo nada compósito sobre o conceito de “sobreimpressão”, que surge clarificado e consolidado pelas leituras dos diferentes objetos fílmicos, em análises de grande rigor e maravilhamento.



  • Melhor Coletânea de Textos

    Lúcia Nagib, Ramayana Lira de Sousa e Alessandra Soares Brandão – Aniki V. 5 N. 3 Dossiê 'O Cinema Brasileiro na Era Neoliberal' (2018)
    Esta coletânea de textos corresponde a um dossiê publicado pela revista Aniki sobre o cinema brasileiro na era neoliberal, organizado por Lúcia Nagib, Ramayana Lira de Sousa e Alessandra Soares Brandão. Ao atribuir este prémio, o júri destaca a qualidade geral dos artigos reunidos no dossiê, que contribuem de formas diversas para traçar um quadro denso da resistência do cinema brasileiro ao projeto neoliberal, desta maneira valorizando a ligação da criação cinematográfica à atualidade social e política.



  • Melhor Ensaio

    Fátima Chinita - “Roy Andersson’s Tableau Aesthetic: A Cinematic Social Space Between Painting and Theatre” (2018)
    A análise que Fátima Chinita opera da trilogia de Roy Andersson vai além de um exame apurado daqueles três filmes do cineasta sueco: engendra uma profunda reflexão acerca de conceitos como a espacialidade, a representação fílmica, o cruzamento entre pintura e cinema, ou a relação entre arte e vida. A originalidade das leituras propostas não recusa, porém, o diálogo com pensadores e críticos que, anteriormente, se ocuparam dos conceitos que neste ensaio são operativos. Foi esta relação com teorias fílmicas, num olhar agudo sobre uma obra, transformado em apreciação da arte, que o júri decidiu premiar.



  • Melhor Trabalho de Estudante de Pós-Graduação

    Pedro Florêncio – “Estratégias Cumulativas para um Ponto de Vista de Nenhures em Frederick Wiseman”
    Trata-se de um trabalho desenvolvido no contexto de uma investigação de doutoramento que analisa a construção do olhar documental no cinema de Frederick Wiseman através da prática da montagem. Com este prémio, o júri premeia o rigor e a originalidade da pesquisa de Pedro Florêncio sobre a obra deste importante cineasta norte-americano.