A cultura fora de lugar

Indagações a partir de uma exposição sobre Eduardo Coutinho

  • Vitor Tomaz Zan Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, École Doctorale Arts et Médias, IRCAV, 75005, Paris
  • Edson Costa Jr Universidade de São Paulo, Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da USP, 05508-020, São Paulo
Palavras-chave: Eduardo Coutinho, cultura, Ocupação Itaú Cultural

Resumo

Em 2019, Eduardo Coutinho foi homenageado pelo projeto Ocupação Itaú Cultural. O texto restitui os vários aspectos dessa dita "ocupação", conferindo ênfase à exposição realizada em São Paulo em torno da obra do cineasta. Adicionalmente, propõe reflexões mais amplas acerca do lugar da cultura na conjuntura brasileira atual (2020).

 

Biografias Autor

Vitor Tomaz Zan, Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, École Doctorale Arts et Médias, IRCAV, 75005, Paris

Graduado em cinema na Universidade Federal de Santa Catarina. Mestrado e doutorado em cinema na Sorbonne-Nouvelle, Paris III.

Edson Costa Jr, Universidade de São Paulo, Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da USP, 05508-020, São Paulo

Pesquisador de pós-doutorado no Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com bolsa PNPD/CAPES. Doutor em Meios e Processos Audiovisuais pela ECA-USP, com pesquisa financiada pela FAPESP (2014/09365-4) sobre o corpo no cinema contemporâneo - em diálogo interdisciplinar com a pintura moderna europeia. Ainda no doutorado, realizou estágio de pesquisa na Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3, com supervisão do professor Philippe Dubois. Na França, participou como colaborador da Association Braquage, atuando com pesquisa e programação de cinema experimental. Atualmente, participa do grupo de pesquisa "A arte e seu público - novas instâncias em disputa no agenciamento público da arte, dos anos 1980 à atualidade", no Departamento de Artes Plásticas da USP, e do "Grupo de Estudos sobre o Ator no Audiovisual (GEAs)", ligado ao Instituto de Artes da Unicamp. Tem mestrado em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com pesquisa financiada pela FAPESP sobre Chris Marker. Possui graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em História, Teoria e Estética do cinema.

Publicado
2020-07-14
Secção
Exposições e festivais de cinema