1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

A AIM - Associação de Investigadores da Imagem em Movimento surgiu da vontade de reunir em Portugal, numa mesma entidade representativa, um conjunto de investigadores que têm em comum objectos e temas de pesquisa.

Torne-se Membro

Junte-se a uma comunidade internacional de investigadores das imagens em movimento e fique a par de todas as iniciativas e novidades da AIM!

Array ( [0] => Array ( [0] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => text ) [0] => Chamada para contribuições (livro): A temática queer no cinema ) [1] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => html ) [0] =>


DO TEXTO AO FILME

A temática queer no cinema

Atentos ao cruzamento da intermidialidade com as questões de gênero, pretende-se privilegiar na relação entre texto e filme, a temática homoerótica ou queer na adaptacão de textos litérarios para o cinema. No âmbito dos estudos cinematográficos, antes mesmo do reconhecimento do Novo cinema queer, o cinema de autor ja trazia às telas, adaptações de livros como Morte em Veneza, de Thomas Mann, adaptado por Lucchino Visconti; o filme As Horas do livro de Michael Cunningham e cujo texto de partida se inspira em Mrs. Dalloway, de Virgina Woolf; O talentoso Ripley, de Patricia Highsmith, adaptado para o cinema por René Clement e Anthony Minghella; o filme Carol, de Todd Haynes, e O beijo da mulher Aranha, de Hector Babenco, texto adaptado do livro homônimo do autor argentino Manuel Puig. No cinema contemporâneo, O azul é a cor mais quente, de Abdellatif Kechiche, É apenas o fim do mundo, de Xavier Dolan, e Me chame pelo seu nome, de Luca Guadgnino, para citar apenas alguns. Antes que a lista pareça exaustiva, assinalamos apenas esses exemplos estimulantes da adaptação do texto ao filme. Assim, refletindo sobre a representatividade, por vezes subjacente, na construção do personagem queer, de sua relação afetiva e social, como o cinema trata o tema do texto ao filme? De maneira explícita ou implícita, desestabilizando ou neutralizando o espectador? Quanto à passagem do texto ao filme, no diálogo entre cinema e literatura como essa relação se estreita ou distancia, optando por uma liberdade de criação que não comunga com a ideia de adaptação como fidelidade? Se na relação do cinema com a literatura como aponta Jacques Rancière em Les écarts du cinéma, embora seja a própria literatura que forneça ao cinema seus modelos narrativos, como o cinema pretende então se emancipar como arte narrativa? No imbricamento de imagem e texto, como o cinema explora na sua potencialidade narrativa, a linguagem literária, metáforas e metonímias, e na apropriacão audiovisual, a mise en scène, o roteiro, além das supressões ou complementações como soluções de estratégia narrativa? Todos esses aspectos podem ser examinados sob várias perspectivas teóricas privilegiando tanto o plano estético quanto político ou enfocando apenas um deles.

A proposta desta publicação é contemplar ensaios sobre filmes adaptados de textos com temáticas homoeróticas ou queer. Há uma necessidade por parte dos organizadores de discutir essa produção que tem causado bastante impacto no audiovisual contemporâneo. Nossa ideia é que o material seja publicado em e-books, de distribuição gratuita, tendo uma versão física, publicada pela editora O sexo da palavra, cujo site sediará o e-book, a ser custeada pelos autores envolvidos na iniciativa. Os valores serão discutidos com os autores interessados na versão física, a partir da adesão ao projeto. Lembramos que para o livro físico, os autores deverão arcar com um mínimo de 10 exemplares. A editora possui conselho editorial formado por Professores doutores em diversas universidades do Brasil, o que pode ser verificado no site https://www.osexodapalavra.com/

Desse modo, vimos convidá-lo a participar conosco dessa empreitada, pois reconhecemos seu trabalho em pesquisar e divulgar o cinema de temática queer e LGBT. Sua contribuição será muito importante para que tenhamos um trabalho de qualidade.

Os ensaios devem ter entre 10 e 12 páginas cada (fonte Times New Roman 12, espaço 1,5), seguindo as normas da ABNT referentes a citações e referências, em especial.

ORGANIZADORES:

Fabio Figueiredo Camargo - Professor adjunto do Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Doutor em Literaturas de Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Organizador de Para sempre nosso, Caio F. - Escrita de si e autoficção, O sexo da palavra, 2018; Na literatura, as identidades, O sexo da palavra, 2017; Homocultura e linguagens, EDUNEB, 2016; Identidade e escritura: Ensaios sobre romances dos séculos XX e XXI, Multifoco, 2014; Ser tao João, Anablume, 2012; Inventário do corpo: recortes e rasuras, Veredas e cenários, 2011. É autor de A escrita dissimulada - Um estudo de Helena, Dom Casmurro e Esaú e Jacó, de Machado de Assis, Sografe, 2005. Membro do GT Homocultura e Linguagens da ANPOLL e do grupo de Pesquisa em Mídia Literatura e Outras Artes GPMLA/UFU.

Luciene Guimarães – Mestre em Teoria da Literatura (Literatura e outras artes) pela UFMG. Doutoranda no programa de Littérature et arts de la scène et de l’écran, na Université Laval, Québec, Canada. Desenvolve pesquisa sobre o cinema de Marguerite Duras, orientada por Julie Beaulieu. Membro do CRIalt ( Centre de recherches sur les arts, les lettres et les techniques ) da Université de Montréal, e do CRIV – (Communauté de recherches interdisciplinaires sur la vulnérabilité) Université Laval e Université de Rouen.

Certos de contar com sua colaboração, solicitamos que enviem suas respostas, constando do tema ou do filme que deseja tratar, para o email : procinemaqueer@gmail.com

Os textos deverão ser enviados até 31 de agosto 2019. ) ) [1] => Array ( [0] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => text ) [0] => CFP: IV International Meeting Cinema and other Arts (UBI) ) [1] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => html ) [0] =>

[English version below]

Encontro Internacional O Cinema e as outras Artes

Data limite para a submissão de propostas: Julho 15, 2019


Ao longo da história do cinema temos assistido a um complexo debate sobre a relação recíproca entre o cinema e as outras artes que se caracteriza, sobretudo, por um conjunto de esforços criativos e gestos experimentais de ambos os domínios, permeado por dialogismos que transitam entre a expressão das outras artes no cinema e a transmutação do cinema nas outras artes. Desde a defesa do valor estético da imagem em movimento até às formas mais híbridas construídas sob novos referenciais, o cinema está em constante relação de reciprocidade com as outras artes, quer seja por uma relação de tensão, de presença de uma na outra, ou em última instância, de diluição das fronteiras. Este campo investigativo encontra nas possibilidades operativas da intertextualidade e no regime dialógico da construção artística, processos metodológicos capazes de estruturar o discurso científico.
O encontro internacional O Cinema e as outras Artes terá a sua quarta edição nos dias 29 a 31 de outubro de 2019, na Universidade da Beira Interior. O seu principal objetivo passa por promover a discussão/reflexão sobre problemáticas atuais relativamente ao diálogo entre as diferentes formas de arte, tendo como ponto de contacto o cinema. Procurando reunir esforços para ensaiar hipóteses de leitura interdisciplinares e interculturais, são convidados a participar neste encontro, investigadores das diversas áreas científicas, com especial preponderância para os Estudos Fílmicos, os Estudos Artísticos e os Estudos Culturais, que, em diferentes domínios disciplinares e fases de investigação, se ocupam destas questões.


**


A organização O Cinema e as Outras Artes convida toda a comunidade científica, a submeter propostas originais que se enquadrem na dinâmica do evento, até ao dia 15 de julho de 2019. Cada proponente poderá apresentar apenas uma proposta de comunicação.


Os resumos (podem ser escritos em Português, Inglês, Espanhol e Francês) devem ser enviados em formato Word document ou PDF para o email c_@labcom.ubi.pt, incluindo a seguinte informação:
Autor(es)
Filiação institucional
Título da proposta
Resumo (máx. 500 palavras) mais cinco palavras-chave
Biografia de cada autor (máx. 150 palavras)


Para mais informações, por favor visite:
http://labcom-ifp.ubi.pt/files/ocinemaeasoutrasartes/index.php

Facebook:
https://www.facebook.com/O-Cinema-e-as-outras-Artes-Cinema-and-other-Arts-205386489842570/

A Comissão Organizadora | C_2019


****************************************************

International Meeting Cinema and other Arts

Deadline for submission of proposals: July 15, 2019


Throughout the history of motion pictures we have witnessed a complex debate around the reciprocal relationship it establishes with other arts, that is mostly defined by creative efforts and experimental gestures in both domains, permeated by the dialogic quality of how those other arts express themselves in cinema and the latter transmutes into the former. From advocating the aesthetic value of a moving image to more hybrid forms built on new benchmarks, cinema dwells on a constantly reciprocating relationship with other arts which takes up many forms, whether because there is tension among them and one is present in the other, or ultimately because borders are blurred. This is a research field that can count on methodological processes capable of structuring scientific discourse due to the operational possibilities of intertextuality and artistic creation’s dialogic quality.
The international meeting Cinema and other Arts will take place for the fourth time at Universidade da Beira Interior on 29-31 October 2019. Its main focus is to promote the debate/reflection around current issues related to the dialogue between different art forms whose point of contact is the cinema. Seeking to provide interdisciplinary and intercultural reading possibilities, researchers from several scientific areas currently engaged with these issues, albeit in different disciplinary domains or research stages, are invited to participate, especially from the areas of Film Studies, Art Studies and Cultural studies.


**


The organization Cinema and other Arts invites the whole scientific community to the submission of original proposals that are fitted in the dynamic of the event.
The deadline for submission of proposals is July 15, 2019. Each applicant may submit only one proposal.


Please send your proposal - either in Portuguese, Spanish, French or English - as a Word document or PDF via email (c_@labcom.ubi.pt) including the following information:
Author(s)
Institutional Affiliation
Title of proposal
Proposal for paper/presentation (not more than 500 words) plus five key­words
Biography of each author (not more than 150 words)


**


For further details and information, please visit:
http://labcom-ifp.ubi.pt/files/ocinemaeasoutrasartes/index.php

Facebook:
https://www.facebook.com/O-Cinema-e-as-outras-Artes-Cinema-and-other-Arts-205386489842570/

Organizing Committee | C_2019

http://labcom-ifp.ubi.pt/files/ocinemaeasoutrasartes/index.php
https://www.facebook.com/O-Cinema-e-as-outras-Artes-Cinema-and-other-Arts-205386489842570/







) ) [2] => Array ( [0] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => text ) [0] => V Encontro Internacional de Cinema e Território (Funchal) - Submissões até 7 de junho ) [1] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => html ) [0] =>

O Cinema e a Antropologia nascem e desenvolvem-se no final do século XIX. Desde o início, o filme tenta capturar o que é o objeto da etnologia: as práticas do ser humano na relação que estabelece com os seus semelhantes e com o espaço físico-cultural em que situa a ação. O trabalho de descrição dos primeiros filmes, que evoca o diário de campo do antropólogo, dá lugar a filmes “compósitos”, que integram vários géneros cinematográficos, orientados para a compreensão do outro. No âmbito do seu trabalho científico, o antropólogo torna-se assim autor de documentários ficcionais. Por outro lado, os filmes realizados por cineastas podem também adquirir uma dimensão antropológica. Assim, associar o Cinema ao Território tem por objeto afirmar, segundo o conceito de Henri Lefebvre, que o cinema é “produtor de espaço”. Não é só um espaço de mediação artística mas também de poder, um território político, económico e cultural. O Cinema como espelho reflete as realidades do mundo.

No âmbito do V Encontro Internacional Cinema & Território acolheremos comunicações que contribuam para o tema “Em torno do corpo”, apresentando trabalhos relevantes e promovendo uma discussão que se pretende alargada e construtiva, no âmbito lato dos estudos de cinema e antropologia.

A Comissão Organizadora
A Comissão Científica

Temática: “Em torno do corpo”

O território mais próximo do ser humano é o seu próprio corpo. Diariamente olhamos o nosso corpo e diariamente o nosso corpo é olhado. É do confronto originado por esta ritualidade que se evidenciará a relevância de “um corpo do qual pouco importa que esteja aqui, que seja o aqui ou o aí de um lugar, mas do qual importa sobretudo que opere como o lugar-tenente e o vigário de um sentido.” (Nancy, 2000: 66-67). A partir desta reflexão de Jean-Luc Nancy, propomos as seguintes linhas de abordagem que situam diferentes problemáticas em torno do corpo e o cinema sem, contudo, excluir outras propostas.
Corpo-ritual: comunidade e identidade;
Corpo-espaço: performatividades cinemáticas;
Corpo-ecrã: mutações fílmicas em contexto tecno-sociológico.

Proposta de comunicação
As propostas de comunicação deverão ser enviadas para o seguinte endereço eletrónico: encontros.cinema.uma@gmail.com com o assunto “ENCONTRO – PROPOSTA”. No documento enviado deverão constar os seguintes elementos:
Nome(s), contacto(s) e afiliação académica do(s) orador(es) proponente(s);
Título da comunicação;
Resumo (500 palavras) – na língua do autor e em língua inglesa;
Palavras-chave – máximo 6;
Bibliografia;
Breve nota biobibliográfica, onde constem as suas principais áreas de interesse e investigação (100 palavras).

Artigos
O texto das comunicações, na forma de artigo, deve ser submetido para publicação em Cinema & Território – Revista internacional de arte e antropologia das imagens, em 2019 através do e-mail ct-review@mail.uma.pt

Toda a informação acerca das normas de publicação em http://www.ct-review.org
Calendário – submissão de propostas | NOVA DATA
Envio de proposta de comunicação (resumo) – até 07 de junho de 2019.
Notificação de aceitação das propostas – até 15 de junho de 2019.

Línguas de trabalho do Encontro
Português, espanhol, francês e inglês.

Inscrições

Participantes com comunicação – custo: 40€.
Esta inscrição inclui coffee-breaks, almoço e emissão de certificado de participação.


Forma de pagamento:
O pagamento das inscrições deve ser efetuado por transferência bancária, como indicado no respetivo formulário. Após o pagamento, o autor deve enviar respetivo comprovativo para o endereço eletrónico: encontros.cinema.uma@gmail.com.
Faça AQUI a sua inscrição.

Estadia:
Residência Universitária: preços acessíveis e competitivos. Faça quanto antes a sua reserva aqui. ) ) [3] => Array ( [0] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => text ) [0] => CineLab - IFILNOVA 5.ª sessão do Seminário Permanente em Cinema e Filosofia ) [1] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => html ) [0] =>


A 5.ª sessão do Seminário Permanente em Cinema e Filosofia do CineLab, Instituto de Filosofia da Nova (IFILNOVA), Virtudes e Vícios no Cinema, terá lugar no próximo dia 28 de maio, terça-feira (18h-20h), no Edifício I&D, sala 1.05, piso 1.


Nesta sessão, o escritor Paulo José Miranda apresenta “O Chafariz das Virtudes ou O Cinema de Oliveira em 1 minuto”:

Resumo:
Apresentação do que mais importava no seu cinema, a Manoel de Oliveira, partindo desse icónico filme Chafariz das Virtudes, apresentado como trailer no Festival de Cinema de Viena em 2014. Através deste filme, tentar-se-á mostrar não só a relação de Oliveira com o cinema, mas também a relação do seu cinema com um conceito de virtude.


Bio:
Paulo José Miranda nasceu em 1965, na Aldeia de Paio Pires. Licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Letras de Lisboa. Escreve poesia, ficção, teatro e ensaio. Publicou o primeiro livro de poesia em 1997, A Voz Que Nos Trai, com o qual venceu o primeiro Prémio Teixeira de Pascoaes. Em 1999 mudou-se para Istambul, onde viveu 5 anos. No ano em que se mudou para a Turquia, tornou-se o primeiro vencedor do Prémio José Saramago, com a novela Natureza Morta. Mais tarde, viverá alguns meses em Macau. Em 2005 mudou-se para o Brasil, onde viverá até 2015. Neste ano recebe o Prémio Autores, da Sociedade Portuguesa de Autores, pelo livro de poesia Exercícios de Humano, e regressa a Portugal, começando pouco depois a trabalhar na biografia de Manoel de Oliveira, A Morte não é Prioritária.

* * * *
CINELAB
IFILNOVA Instituto de Filosofia da Nova


Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – NOVA FCSH

Av. de Berna, 26 C, 1069-061 Lisboa, Portugal
https://www.cinelab.ifilnova ) ) [4] => Array ( [0] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => text ) [0] => AIM - Assembleia Geral 2019 ) [1] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => html ) [0] =>

Convocatória

A pedido do Presidente da Mesa da Assembleia Geral, disponibilizamos a convocatória para a reunião de Assembleia Geral da AIM que terá lugar na Universidade de Santiago de Compostela, Sala 10 da Faculdade de Geografia e História, no dia 15 de maio de 2019, a partir das 20h, durante o IX Encontro Anual da AIM.

A convocatória oficial está disponível na seguinte ligação:
https://drive.google.com/open?id=1l8DzSDQkKhPY-lhTtI9ERGNFhpPacWVF

Relembramos que, de acordo com n.º 1 do artigo 5.º dos Estatutos, só poderão participar nos trabalhos os associados com a anuidade referente a 2019 regularizada no momento da realização da Assembleia Geral. Se tem dúvidas quanto à sua situação, por favor, não hesite em contactar-nos.

Até breve,
A Direção da AIM
) ) [5] => Array ( [0] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => text ) [0] => CFP: Filmic and Media Narratives of the Crisis - Contemporary Representations ) [1] => SimpleXMLElement Object ( [@attributes] => Array ( [type] => html ) [0] =>


November 7 – 8, 2019, Athens

Call for papers:

The crisis narrated by the cinema and the media-stories (fictional and «
informative ») is an ideal topic reflecting thoughts, doubts, and fears
of our societies. Beginning with the cinema (its allegories and
transcriptions of the social and political actions) and continuing with
any imaginal narration of the contemporary social issues (the crisis
being a major one) this conference invites analysis research of the
contemporary narrations of the media in order to finally « capture » the
dominant myths sustaining our everyday life.

The “success stories” usually describe issues concerning the struggle
for power and control (including cases of the formed zones of security
and insecurity, of the role and mobilization of technological issues, of
the elites chosen to affront the crisis etc.). In filmic stories
individual heroes become the protagonists of “world salvation”
(reductionist pedagogy as far as it concerns the crisis, giving
nevertheless a dominant perception concerning the nowadays division of
the world into security and insecurity zones where regions like
Mediterranean Sea become “frontier lands”). We need to mention here the
different /war representations /(including the economic war) given that
the absolute crisis in history is « war » (including periods of Law
exceptions, of social radicalizations, where societies play for their
survival, the dissolution and the *re-arrangement *of a certain relation
to the world and of new definitions of the “social link”).

Some main axes of investigation proposed for this conference are (not
exclusively) the following:

Representations;

Heroes and Victims;

Propagandas (triumph of a dominant model of thought) using dreams, myths
and ideals;

Dialogue between dominant myths and peripheral reflections;

Cultural Industries and local productions;

Film, Media Receptions & Cultural Studies (the decoding of spectators
and the understanding of different narratives);

Abstracts (around 500 words) must be sent before *April 30th* to the
address: recitsfilmiquesdelacrise@gmail.com
<mailto:recitsfilmiquesdelacrise@gmail.com> ) ) )

Notícias

  • Chamada para contribuições (livro): A temática queer no cinema




    DO TEXTO AO FILME

    A temática queer no cinema

    Atentos ao cruzamento da intermidialidade com as questões de gênero, pretende-se privilegiar na relação entre texto e filme, a temática homoerótica ou queer na adaptacão de textos litérarios para o cinema. No âmbito dos estudos cinematográficos, antes mesmo do reconhecimento do Novo cinema queer, o cinema de autor ja trazia às telas, adaptações de livros como Morte em Veneza, de Thomas Mann, adaptado por Lucchino Visconti; o filme As Horas do livro de Michael Cunningham e cujo texto de partida se inspira em Mrs. Dalloway, de Virgina Woolf; O talentoso Ripley, de Patricia Highsmith, adaptado para o cinema por René Clement e Anthony Minghella; o filme Carol, de Todd Haynes, e O beijo da mulher Aranha, de Hector Babenco, texto adaptado do livro homônimo do autor argentino Manuel Puig. No cinema contemporâneo, O azul é a cor mais quente, de Abdellatif Kechiche, É apenas o fim do mundo, de Xavier Dolan, e Me chame pelo seu nome, de Luca Guadgnino, para citar apenas alguns. Antes que a lista pareça exaustiva, assinalamos apenas esses exemplos estimulantes da adaptação do texto ao filme. Assim, refletindo sobre a representatividade, por vezes subjacente, na construção do personagem queer, de sua relação afetiva e social, como o cinema trata o tema do texto ao filme? De maneira explícita ou implícita, desestabilizando ou neutralizando o espectador? Quanto à passagem do texto ao filme, no diálogo entre cinema e literatura como essa relação se estreita ou distancia, optando por uma liberdade de criação que não comunga com a ideia de adaptação como fidelidade? Se na relação do cinema com a literatura como aponta Jacques Rancière em Les écarts du cinéma, embora seja a própria literatura que forneça ao cinema seus modelos narrativos, como o cinema pretende então se emancipar como arte narrativa? No imbricamento de imagem e texto, como o cinema explora na sua potencialidade narrativa, a linguagem literária, metáforas e metonímias, e na apropriacão audiovisual, a mise en scène, o roteiro, além das supressões ou complementações como soluções de estratégia narrativa? Todos esses aspectos podem ser examinados sob várias perspectivas teóricas privilegiando tanto o plano estético quanto político ou enfocando apenas um deles.

    A proposta desta publicação é contemplar ensaios sobre filmes adaptados de textos com temáticas homoeróticas ou queer. Há uma necessidade por parte dos organizadores de discutir essa produção que tem causado bastante impacto no audiovisual contemporâneo. Nossa ideia é que o material seja publicado em e-books, de distribuição gratuita, tendo uma versão física, publicada pela editora O sexo da palavra, cujo site sediará o e-book, a ser custeada pelos autores envolvidos na iniciativa. Os valores serão discutidos com os autores interessados na versão física, a partir da adesão ao projeto. Lembramos que para o livro físico, os autores deverão arcar com um mínimo de 10 exemplares. A editora possui conselho editorial formado por Professores doutores em diversas universidades do Brasil, o que pode ser verificado no site https://www.osexodapalavra.com/

    Desse modo, vimos convidá-lo a participar conosco dessa empreitada, pois reconhecemos seu trabalho em pesquisar e divulgar o cinema de temática queer e LGBT. Sua contribuição será muito importante para que tenhamos um trabalho de qualidade.

    Os ensaios devem ter entre 10 e 12 páginas cada (fonte Times New Roman 12, espaço 1,5), seguindo as normas da ABNT referentes a citações e referências, em especial.

    ORGANIZADORES:

    Fabio Figueiredo Camargo - Professor adjunto do Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), Doutor em Literaturas de Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Organizador de Para sempre nosso, Caio F. - Escrita de si e autoficção, O sexo da palavra, 2018; Na literatura, as identidades, O sexo da palavra, 2017; Homocultura e linguagens, EDUNEB, 2016; Identidade e escritura: Ensaios sobre romances dos séculos XX e XXI, Multifoco, 2014; Ser tao João, Anablume, 2012; Inventário do corpo: recortes e rasuras, Veredas e cenários, 2011. É autor de A escrita dissimulada - Um estudo de Helena, Dom Casmurro e Esaú e Jacó, de Machado de Assis, Sografe, 2005. Membro do GT Homocultura e Linguagens da ANPOLL e do grupo de Pesquisa em Mídia Literatura e Outras Artes GPMLA/UFU.

    Luciene Guimarães – Mestre em Teoria da Literatura (Literatura e outras artes) pela UFMG. Doutoranda no programa de Littérature et arts de la scène et de l’écran, na Université Laval, Québec, Canada. Desenvolve pesquisa sobre o cinema de Marguerite Duras, orientada por Julie Beaulieu. Membro do CRIalt ( Centre de recherches sur les arts, les lettres et les techniques ) da Université de Montréal, e do CRIV – (Communauté de recherches interdisciplinaires sur la vulnérabilité) Université Laval e Université de Rouen.

    Certos de contar com sua colaboração, solicitamos que enviem suas respostas, constando do tema ou do filme que deseja tratar, para o email : procinemaqueer@gmail.com

    Os textos deverão ser enviados até 31 de agosto 2019.

  • CFP: IV International Meeting Cinema and other Arts (UBI)


    [English version below]

    Encontro Internacional O Cinema e as outras Artes

    Data limite para a submissão de propostas: Julho 15, 2019


    Ao longo da história do cinema temos assistido a um complexo debate sobre a relação recíproca entre o cinema e as outras artes que se caracteriza, sobretudo, por um conjunto de esforços criativos e gestos experimentais de ambos os domínios, permeado por dialogismos que transitam entre a expressão das outras artes no cinema e a transmutação do cinema nas outras artes. Desde a defesa do valor estético da imagem em movimento até às formas mais híbridas construídas sob novos referenciais, o cinema está em constante relação de reciprocidade com as outras artes, quer seja por uma relação de tensão, de presença de uma na outra, ou em última instância, de diluição das fronteiras. Este campo investigativo encontra nas possibilidades operativas da intertextualidade e no regime dialógico da construção artística, processos metodológicos capazes de estruturar o discurso científico.
    O encontro internacional O Cinema e as outras Artes terá a sua quarta edição nos dias 29 a 31 de outubro de 2019, na Universidade da Beira Interior. O seu principal objetivo passa por promover a discussão/reflexão sobre problemáticas atuais relativamente ao diálogo entre as diferentes formas de arte, tendo como ponto de contacto o cinema. Procurando reunir esforços para ensaiar hipóteses de leitura interdisciplinares e interculturais, são convidados a participar neste encontro, investigadores das diversas áreas científicas, com especial preponderância para os Estudos Fílmicos, os Estudos Artísticos e os Estudos Culturais, que, em diferentes domínios disciplinares e fases de investigação, se ocupam destas questões.


    **


    A organização O Cinema e as Outras Artes convida toda a comunidade científica, a submeter propostas originais que se enquadrem na dinâmica do evento, até ao dia 15 de julho de 2019. Cada proponente poderá apresentar apenas uma proposta de comunicação.


    Os resumos (podem ser escritos em Português, Inglês, Espanhol e Francês) devem ser enviados em formato Word document ou PDF para o email c_@labcom.ubi.pt, incluindo a seguinte informação:
    Autor(es)
    Filiação institucional
    Título da proposta
    Resumo (máx. 500 palavras) mais cinco palavras-chave
    Biografia de cada autor (máx. 150 palavras)


    Para mais informações, por favor visite:
    http://labcom-ifp.ubi.pt/files/ocinemaeasoutrasartes/index.php

    Facebook:
    https://www.facebook.com/O-Cinema-e-as-outras-Artes-Cinema-and-other-Arts-205386489842570/

    A Comissão Organizadora | C_2019


    ****************************************************

    International Meeting Cinema and other Arts

    Deadline for submission of proposals: July 15, 2019


    Throughout the history of motion pictures we have witnessed a complex debate around the reciprocal relationship it establishes with other arts, that is mostly defined by creative efforts and experimental gestures in both domains, permeated by the dialogic quality of how those other arts express themselves in cinema and the latter transmutes into the former. From advocating the aesthetic value of a moving image to more hybrid forms built on new benchmarks, cinema dwells on a constantly reciprocating relationship with other arts which takes up many forms, whether because there is tension among them and one is present in the other, or ultimately because borders are blurred. This is a research field that can count on methodological processes capable of structuring scientific discourse due to the operational possibilities of intertextuality and artistic creation’s dialogic quality.
    The international meeting Cinema and other Arts will take place for the fourth time at Universidade da Beira Interior on 29-31 October 2019. Its main focus is to promote the debate/reflection around current issues related to the dialogue between different art forms whose point of contact is the cinema. Seeking to provide interdisciplinary and intercultural reading possibilities, researchers from several scientific areas currently engaged with these issues, albeit in different disciplinary domains or research stages, are invited to participate, especially from the areas of Film Studies, Art Studies and Cultural studies.


    **


    The organization Cinema and other Arts invites the whole scientific community to the submission of original proposals that are fitted in the dynamic of the event.
    The deadline for submission of proposals is July 15, 2019. Each applicant may submit only one proposal.


    Please send your proposal - either in Portuguese, Spanish, French or English - as a Word document or PDF via email (c_@labcom.ubi.pt) including the following information:
    Author(s)
    Institutional Affiliation
    Title of proposal
    Proposal for paper/presentation (not more than 500 words) plus five key­words
    Biography of each author (not more than 150 words)


    **


    For further details and information, please visit:
    http://labcom-ifp.ubi.pt/files/ocinemaeasoutrasartes/index.php

    Facebook:
    https://www.facebook.com/O-Cinema-e-as-outras-Artes-Cinema-and-other-Arts-205386489842570/

    Organizing Committee | C_2019

    http://labcom-ifp.ubi.pt/files/ocinemaeasoutrasartes/index.php
    https://www.facebook.com/O-Cinema-e-as-outras-Artes-Cinema-and-other-Arts-205386489842570/







  • V Encontro Internacional de Cinema e Território (Funchal) - Submissões até 7 de junho



    O Cinema e a Antropologia nascem e desenvolvem-se no final do século XIX. Desde o início, o filme tenta capturar o que é o objeto da etnologia: as práticas do ser humano na relação que estabelece com os seus semelhantes e com o espaço físico-cultural em que situa a ação. O trabalho de descrição dos primeiros filmes, que evoca o diário de campo do antropólogo, dá lugar a filmes “compósitos”, que integram vários géneros cinematográficos, orientados para a compreensão do outro. No âmbito do seu trabalho científico, o antropólogo torna-se assim autor de documentários ficcionais. Por outro lado, os filmes realizados por cineastas podem também adquirir uma dimensão antropológica. Assim, associar o Cinema ao Território tem por objeto afirmar, segundo o conceito de Henri Lefebvre, que o cinema é “produtor de espaço”. Não é só um espaço de mediação artística mas também de poder, um território político, económico e cultural. O Cinema como espelho reflete as realidades do mundo.

    No âmbito do V Encontro Internacional Cinema & Território acolheremos comunicações que contribuam para o tema “Em torno do corpo”, apresentando trabalhos relevantes e promovendo uma discussão que se pretende alargada e construtiva, no âmbito lato dos estudos de cinema e antropologia.

    A Comissão Organizadora
    A Comissão Científica

    Temática: “Em torno do corpo”

    O território mais próximo do ser humano é o seu próprio corpo. Diariamente olhamos o nosso corpo e diariamente o nosso corpo é olhado. É do confronto originado por esta ritualidade que se evidenciará a relevância de “um corpo do qual pouco importa que esteja aqui, que seja o aqui ou o aí de um lugar, mas do qual importa sobretudo que opere como o lugar-tenente e o vigário de um sentido.” (Nancy, 2000: 66-67). A partir desta reflexão de Jean-Luc Nancy, propomos as seguintes linhas de abordagem que situam diferentes problemáticas em torno do corpo e o cinema sem, contudo, excluir outras propostas.
    Corpo-ritual: comunidade e identidade;
    Corpo-espaço: performatividades cinemáticas;
    Corpo-ecrã: mutações fílmicas em contexto tecno-sociológico.

    Proposta de comunicação
    As propostas de comunicação deverão ser enviadas para o seguinte endereço eletrónico: encontros.cinema.uma@gmail.com com o assunto “ENCONTRO – PROPOSTA”. No documento enviado deverão constar os seguintes elementos:
    Nome(s), contacto(s) e afiliação académica do(s) orador(es) proponente(s);
    Título da comunicação;
    Resumo (500 palavras) – na língua do autor e em língua inglesa;
    Palavras-chave – máximo 6;
    Bibliografia;
    Breve nota biobibliográfica, onde constem as suas principais áreas de interesse e investigação (100 palavras).

    Artigos
    O texto das comunicações, na forma de artigo, deve ser submetido para publicação em Cinema & Território – Revista internacional de arte e antropologia das imagens, em 2019 através do e-mail ct-review@mail.uma.pt

    Toda a informação acerca das normas de publicação em http://www.ct-review.org
    Calendário – submissão de propostas | NOVA DATA
    Envio de proposta de comunicação (resumo) – até 07 de junho de 2019.
    Notificação de aceitação das propostas – até 15 de junho de 2019.

    Línguas de trabalho do Encontro
    Português, espanhol, francês e inglês.

    Inscrições

    Participantes com comunicação – custo: 40€.
    Esta inscrição inclui coffee-breaks, almoço e emissão de certificado de participação.


    Forma de pagamento:
    O pagamento das inscrições deve ser efetuado por transferência bancária, como indicado no respetivo formulário. Após o pagamento, o autor deve enviar respetivo comprovativo para o endereço eletrónico: encontros.cinema.uma@gmail.com.
    Faça AQUI a sua inscrição.

    Estadia:
    Residência Universitária: preços acessíveis e competitivos. Faça quanto antes a sua reserva aqui.

  • CineLab - IFILNOVA 5.ª sessão do Seminário Permanente em Cinema e Filosofia



    A 5.ª sessão do Seminário Permanente em Cinema e Filosofia do CineLab, Instituto de Filosofia da Nova (IFILNOVA), Virtudes e Vícios no Cinema, terá lugar no próximo dia 28 de maio, terça-feira (18h-20h), no Edifício I&D, sala 1.05, piso 1.


    Nesta sessão, o escritor Paulo José Miranda apresenta “O Chafariz das Virtudes ou O Cinema de Oliveira em 1 minuto”:

    Resumo:
    Apresentação do que mais importava no seu cinema, a Manoel de Oliveira, partindo desse icónico filme Chafariz das Virtudes, apresentado como trailer no Festival de Cinema de Viena em 2014. Através deste filme, tentar-se-á mostrar não só a relação de Oliveira com o cinema, mas também a relação do seu cinema com um conceito de virtude.


    Bio:
    Paulo José Miranda nasceu em 1965, na Aldeia de Paio Pires. Licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Letras de Lisboa. Escreve poesia, ficção, teatro e ensaio. Publicou o primeiro livro de poesia em 1997, A Voz Que Nos Trai, com o qual venceu o primeiro Prémio Teixeira de Pascoaes. Em 1999 mudou-se para Istambul, onde viveu 5 anos. No ano em que se mudou para a Turquia, tornou-se o primeiro vencedor do Prémio José Saramago, com a novela Natureza Morta. Mais tarde, viverá alguns meses em Macau. Em 2005 mudou-se para o Brasil, onde viverá até 2015. Neste ano recebe o Prémio Autores, da Sociedade Portuguesa de Autores, pelo livro de poesia Exercícios de Humano, e regressa a Portugal, começando pouco depois a trabalhar na biografia de Manoel de Oliveira, A Morte não é Prioritária.

    * * * *
    CINELAB
    IFILNOVA Instituto de Filosofia da Nova


    Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – NOVA FCSH

    Av. de Berna, 26 C, 1069-061 Lisboa, Portugal
    https://www.cinelab.ifilnova

  • AIM - Assembleia Geral 2019


    Convocatória

    A pedido do Presidente da Mesa da Assembleia Geral, disponibilizamos a convocatória para a reunião de Assembleia Geral da AIM que terá lugar na Universidade de Santiago de Compostela, Sala 10 da Faculdade de Geografia e História, no dia 15 de maio de 2019, a partir das 20h, durante o IX Encontro Anual da AIM.

    A convocatória oficial está disponível na seguinte ligação:
    https://drive.google.com/open?id=1l8DzSDQkKhPY-lhTtI9ERGNFhpPacWVF

    Relembramos que, de acordo com n.º 1 do artigo 5.º dos Estatutos, só poderão participar nos trabalhos os associados com a anuidade referente a 2019 regularizada no momento da realização da Assembleia Geral. Se tem dúvidas quanto à sua situação, por favor, não hesite em contactar-nos.

    Até breve,
    A Direção da AIM