Natureza e paisagem: o espaço no cinema de Naomi Kawase

  • Larissa Veloso Assunção Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), 1235, Recife
Palavras-chave: Natureza, Paisagem, Ecocr´ítica, Cinema, Naomi Kawase

Resumo

Este trabalho pretende analisar os filmes Floresta dos lamentos (Mogari no Mori, 2007) e O segredo das águas (Futatsume no Mado, 2014), da cineasta japonesa Naomi Kawase, sob a perspectiva da representação da natureza e da paisagem. Nesse sentido, busca-se pensar de que maneira sua obra pode ser lida sob um olhar ecocrítico e, além disso, refletir sobre as formas pelas quais a cineasta concebe a relação humana com o mundo de maneira menos antropocêntrica e mais ecológica.

Biografia Autor

Larissa Veloso Assunção, Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), 1235, Recife

Mestranda em Comunicação, com pesquisa sob orientação da professora Doutora Angela Prysthon, pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

Bibliografia:

Bachelard, Gaston. 2008. A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes.

Besse, Jean-Marc. 2006. Ver a terra: seis ensaios sobre a paisagem e a geografia. Tradução Vladimir Bartalini. São Paulo: Perspectiva.

Cauquelin, Anne. 2007. A invenção da paisagem. São Paulo: Martins Fontes.

Gumbrecht, Hans Ulrich. 2012. Atmosfera, ambiência, Stimmung: Sobre um potencial oculto da literatura. Tradução: Ana Isabel Soares. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio.

———. 2010. Produção de presença: O que o sentido não consegue transmitir. Tradução: Ana Isabel Soares. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. PUC-Rio.

Ingold, Tim. 1993. The temporality of the landscape. World archaeology, v. 25, n. 2, 152-174.

Ivakhiv, Adrian J.. 2013. Ecologies of the Moving Image: Cinema, Affect, Nature. Wilfrid Laurier University Press.

Kato, Shuichi. 2012. Tempo e espaço na cultura japonesa. São Paulo: Estação Liberdade.

Kawase, Naomi. 2013. CONVERSATION - Naomi Kawase: “It is as a human being that I approach my fictions”. Entrevista concedida a Benoit Pavan. Disponível em: https://www.festival-cannes.com/en/69-editions/retrospective/2013/actualites/articles/conversation-naomi-kawase-it-is-as-a-human-being-that-i-approach-my-fictions [Acessado em 8 de março de 2019].

Lanzoni, Pablo Alberto. 2017. Stimmungen tangíveis: incursões sobre as atmosferas na sala escura. ALCEU - v. 17, n.34, 70-80.

Lefebvre, Martin. 2006. Landscape and film. London; New York: Routledge.

Madeira, Eduardo. 2013. O Corpo Zen em Naomi Kawase. In: XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste - São Paulo, 2013. Anais… São Paulo: Intercom.

Maia, Carla; Mourão, Patrícia (org.). 2011. O cinema de Naomi Kawase. Rio de Janeiro: CCBB RJ.

Marks, Laura U. 2000. The skin of the film: Intercultural cinema, embodiment, and the senses. Duke University Press.

Oliveira, Eduardo dos Santos. 2015. Diante de um transbordamento: anotações sobre o cuidado em Carta de uma Cerejeira Amarela em Flor. In: XXXVIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Rio de Janeiro 2015. Anais… Rio de Janeiro: Intercom.

———; Codato, Henrique. 2017. O arquivo cine-performático de Naomi Kawase. REVISTA PASSAGENS – Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Ceará, v. 8, n. 2. 135-151.

Pick, Anat; Narraway, Guinevere. 2013. Screening nature: Cinema beyond the human. New York: Berghahn Books.

Plumwood, Val. 2002. Feminism and the Mastery of Nature. London; New York: Routledge.

Rancière, Jacques. 2012. O espectador emancipado. Tradução de Ivone C. Benedetti - São Paulo: Editora WMF Martins Fontes.

Tuan, Yi-Fu. 1980. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. São Paulo: Difel.

Vieira Jr. Erly. 2014. Corpo e cotidiano no cinema de fluxo contemporâneo. In: Revista Contracampo, v. 29, n. 1, Niterói: Contracampo, 109-130

Willoquet-Maricondi, Paula. 2010. Framing the World: Explorations in Ecocriticism and Film. University of Virginia Press.

Filmografia:

Floresta dos lamentos (Mogari no Mori) [longa-metragem]. Dir. Naomi Kawase. Kumie. Japão, 2007. 97 mins.

O segredo das águas (Futatsume no Mado) [longa-metragem]. Dir. Naomi Kawase. Kumie. Japão, 2014. 121 mins.

Publicado
2020-01-22