O ator como forma fílmica : metodología dos estudos atorais

  • Pedro Guimarães Universidade Estadual de Campinas, Departamento de Cinema, Instituto de Artes, 13083-854, Campinas - SP

Resumo

O artigo propõe uma metodologia científica do estudo estético do trabalho do ator no cinema e no audiovisual, os estudos atorais (acting studies). O campo de estudos, surgido nos Estados Unidos nos anos 1970 e desenvolvido a posteriori na França e no mundo anglo-saxão, almeja colocar o ator de cinema no centro da sua problemática, como lugar de expressão, de produção de sentido, de construção de formais visuais e narrativas, de possibilidade de circunscrição histórica pelo estudo cronológico de suas práticas e de intermediação afetiva entre texto fílmico e espectador. Propomos retornar aos textos seminais do campo para condensar a colaboração de cada autor para o campo e propor cinco eixos de análises do estudo do corpo e da persona do ator, com o objetivo de se criar base científica para a produção conhecimento histórico-estético do jogo atoral no cinema e em outros meios audiovisuais.

Biografia Autor

Pedro Guimarães, Universidade Estadual de Campinas, Departamento de Cinema, Instituto de Artes, 13083-854, Campinas - SP
Pedro Guimarães é professor do Departamento de Cinema e do Programa de Pós-Graduação em Multimeios (Instituto de Artes – Unicamp). Autor de Helena Ignez,actrice expérimentale (ACCRA/Univ. de Strasburgo, 2018), coordena o Grupo deEstudos sobre o Ator no Audiovisual (GEAs/Unicamp) e é membro do ACCRA(Laboratório Approches contemporaines de la création et recherche enarts/Universidade de Strasbourg-França). Desenvolve pesquisas sobre estudos atorais,gêneros cinematográficos e estética e história do cinema.
Publicado
2019-08-20