O cinema de Josafá Duarte no sertão do Brasil: feito pelo povo, para o povo

  • Paulo Passos de Oliveira Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual/Doutorado, 74690-900, Goiânia (GO)

Resumo

Este trabalho apresenta o produtor, roteirista, cineasta e ator Josafá Duarte, morador do distrito de Salgado dos Mendes, município de Forquilha, zona norte do estado do Ceará, no Brasil. Em uma segunda etapa, apresenta a prática de gravação de Josafá Duarte, com ênfase nas relações interpessoais do seu grupo de trabalho. Na terceira secção revela as estratégias de exibição para dar visibilidade à sua obra, a destacar os usos das mídias digitais, as apropriações dos vendedores de DVDs piratas, que proliferam a obra de Josafá em bancas de jornais e em camelôs, e a exibição pública nos distritos e localidades distantes com o apoio de uma Kombi antiga cedida pela Prefeitura. Em um quarto momento deste texto, será apresentada uma discussão sobre o tipo de cinema realizado por Josafá Duarte, e alguns conceitos sobre este cinema para
circunscrever o tipo de filme que ele pratica e os aspectos de produção que são envolvidos na realização. A conclusão é a de que é necessário repensar a história do cinema brasileiro a partir da consideração da relevância do trabalho realizado pelos pequenos produtores em suas comunidades. Metodologicamente, a pesquisa partiu de quatro entrevistas, observação das gravações do curta-metragem “Escapei fedendo”
(Josafá Duarte 2017) e registo em diário de campo, análise do blog do sujeito do trabalho, bem como de sua conta no YouTube. A redação do artigo utiliza a técnica da narrativa de vida.

Biografia Autor

Paulo Passos de Oliveira, Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Artes Visuais, Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual/Doutorado, 74690-900, Goiânia (GO)
É doutorando no Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual (PPGACV) na Faculdade de Artes Visuais (FAV) da Universidade Federal de Goiás (UFG/GO), sob orientação da Profª Drª. Alice Fátima Martins. Realizou Estágio de Doutoramento na Universidade de Aveiro (UA), em Portugal, sob co-orientação do Prof. Dr. António Costa Valente. É mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura (PPGCom) na Escola de Comunicação (ECO) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, RJ/1998) com a dissertação "O Cinema Brasileiro e a Pós-Modernidade: uma questão histórica", sob orientação da Profª Drª. Consuelo da Luz Lins. É bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e tecnólogo em Cinema. É professor universitário desde 1999, tendo sido coordenador de curso de Jornalismo. Foi um dos coordenadores do evento Visualidades, vinculado ao Curso de Ciências Sociais da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA/Sobral/CE), que visa incentivar a produção de vídeos documentários relacionados à produção de pesquisa docente e discente, bem como trabalhos em imagem. É documentarista. Foi radialista, editor e editor-adjunto do Jornal Sobral News, primeiro diário de Sobral (CE), onde trabalhou, também, como jornalista, redator e revisor. Foi um dos apresentadores do programa Sobral News em Debate, veiculado pela web. Na academia, tem experiência nas áreas de Antropologia, Teorias da Comunicação, Cinema, e Cultura Visual, atuando principalmente nos seguintes temas: cultura, pós-modernidade e cinema (em especial o brasileiro).
Publicado
2019-08-20