Figuras do amador no cinema brasileiro

Lila Silva Foster

Resumo


Buscaremos, a partir de três categorias do cinema amador utilizadas pelo teórico Roger Odin, investigar a dimensão histórica do cine-amadorismo no Brasil. Como norte, analisaremos três coleções de filmes amadores depositadas em arquivos audiovisuais brasileiros que representam manifestações do cinema amador: o cinema familiar nas décadas de 1920 e 1930, as produções ficcionais filmadas no contexto dos clubes de cinema e o cinema experimental em Super 8 na década de 1970. O panorama histórico busca dar visibilidade a filmes amadores preservados em arquivos e ainda pouco explorados pela historiografia do cinema brasileiro.


Palavras-chave


cinema amador; cinema brasileiro; arquivo; história

Texto Completo: PDF



Esta revista é publicada pela AIM - Associação de Investigadores da Imagem em Movimento com o apoio do IHC - Instituto de História Contemporânea (FCSH-UNL) | Os textos aqui publicados têm uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional | Design: Bloco D | ISSN 2183-1750

Indexação: Latindex, ERIH/European Science Foundation, RCAAP, DOAJ, Crossref | CAPES/WebQualis: A2