1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

A AIM - Associação de Investigadores da Imagem em Movimento surgiu da vontade de reunir em Portugal, numa mesma entidade representativa, um conjunto de investigadores que têm em comum objectos e temas de pesquisa.

Torne-se Membro

Junte-se a uma comunidade internacional de investigadores das imagens em movimento e fique a par de todas as iniciativas e novidades da AIM!

Notícias

  • Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento v. 8 n. 2 (2021) já está online
  • Prémios AIM 2021



    Divulgamos os vencedores dos prémios AIM, atribuídos no X Encontro da Associação.

    Melhor Monografia - CEIS20

    JOSÉ BÉRTOLO – SOBREIMPRESSÕES. LEITURAS DE FILMES (2019)

    Os ensaios que compõem a monografia de José Bértolo começaram por ser textos publicados, à razão de um por mês, entre setembro de 2017 e novembro de 2018, no website À pala de Walsh. Para este livro, o autor reviu-os, modificou-os e acrescentou outros, que antes haviam tomado a forma de comunicações em diversos encontros académicos. O júri destaca, aqui, o estudo nada compósito sobre o conceito de “sobreimpressão”, que surge clarificado e consolidado pelas leituras dos diferentes objetos fílmicos, em análises de grande rigor e maravilhamento.

    Melhor Coletânea de Textos

    LÚCIA NAGIB, RAMAYANA LIRA DE SOUSA E ALESSANDRA SOARES BRANDÃO – ANIKI V. 5 N. 3 DOSSIÊ 'O CINEMA BRASILEIRO NA ERA NEOLIBERAL' (2018)

    Esta coletânea de textos corresponde a um dossiê publicado pela revista Aniki sobre o cinema brasileiro na era neoliberal, organizado por Lúcia Nagib, Ramayana Lira de Sousa e Alessandra Soares Brandão. Ao atribuir este prémio, o júri destaca a qualidade geral dos artigos reunidos no dossiê, que contribuem de formas diversas para traçar um quadro denso da resistência do cinema brasileiro ao projeto neoliberal, desta maneira valorizando a ligação da criação cinematográfica à atualidade social e política.

    Melhor Ensaio

    FÁTIMA CHINITA - “ROY ANDERSSON’S TABLEAU AESTHETIC: A CINEMATIC SOCIAL SPACE BETWEEN PAINTING AND THEATRE” (2018)

    A análise que Fátima Chinita opera da trilogia de Roy Andersson vai além de um exame apurado daqueles três filmes do cineasta sueco: engendra uma profunda reflexão acerca de conceitos como a espacialidade, a representação fílmica, o cruzamento entre pintura e cinema, ou a relação entre arte e vida. A originalidade das leituras propostas não recusa, porém, o diálogo com pensadores e críticos que, anteriormente, se ocuparam dos conceitos que neste ensaio são operativos. Foi esta relação com teorias fílmicas, num olhar agudo sobre uma obra, transformado em apreciação da arte, que o júri decidiu premiar.

    Melhor Trabalho de Estudante de Pós-Graduação

    PEDRO FLORÊNCIO – “ESTRATÉGIAS CUMULATIVAS PARA UM PONTO DE VISTA DE NENHURES EM FREDERICK WISEMAN”

    Trata-se de um trabalho desenvolvido no contexto de uma investigação de doutoramento que analisa a construção do olhar documental no cinema de Frederick Wiseman através da prática da montagem. Com este prémio, o júri premeia o rigor e a originalidade da pesquisa de Pedro Florêncio sobre a obra deste importante cineasta norte-americano.

  • Chamada de trabalhos para a secção ‘Exposições e festivais de cinema’ da revista ANIKI

     Está aberta em permanência a chamada de trabalhos para a secção ‘Exposições e festivais de cinema’ da Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento.

    A secção convida à publicação de textos críticos sobre festivais de cinema e exposições direcionadas para a imagem em movimento, ou que, de alguma forma, a envolvam. Mais do que dar conta dos festivais e das exposições actualmente em curso ou de recente realização, estas recensões devem estabelecer uma distância crítica que lhes permita refletir, de forma sustentada (recorrendo, se necessário à literatura especializada), sobre questões políticas, historiográficas, museológicas ou estéticas que estes eventos colocam ao campo dos estudos de cinema, média, artes e culturas visuais.

    As recensões podem refletir os interesses de pesquisa (ou projetos em curso) de profissionais como investigadores, curadores, arquivistas, museólogos e artistas, entre outros.

    Diretrizes específicas

    - Os autores das recensões não devem ter uma relação profissional com o festival de cinema ou a exposição em análise;

    - Recomenda-se que, na mesma recensão, se aborde, no máximo, três eventos (festivais de cinema ou exposições);

    - Os eventos a recensear devem ser actuais ou realizados nos últimos três anos;

    - Devem ser incluídas introduções que contextualizem os festivais de cinema ou as exposições;

    - A revisão crítica deve ser estruturada de forma a elencar uma ou mais temáticas;  

    - Os textos, escritos em português, espanhol ou inglês, devem ter entre 800 e 2000 palavras.


    Estas directrizes não dispensam a consulta das ‘Políticas de Secção’ e ‘Instruções para Autores’, antes da submissão dos textos, aqui. As dúvidas ou propostas devem ser enviadas para: aniki@aim.org.pt

  • Começa esta quarta feira o X Encontro Anual da AIM



    Tem início já na próxima quarta feira o X Encontro Anual da AIM. Este vai ter lugar, online, através da plataforma zoom, entre os dias 26 e 29 de Maio. Todos os painéis serão transmitidos em direto através do Youtube. Em breve divulgaremos mais detalhes sobre a programação diária. Entretanto já se encontra disponível no site da Associação o programa final com todos os painéis, resumos e dias de apresentações. Podem fazer download aqui.


  • Livros disponíveis para recensão na revista ANIKI

    A revista ANIKI apresenta os livros disponíveis para recensão crítica:

    Os títulos actualmente disponíveis são:  

    - Bértolo, José. 2020. Espectros do Cinema: Manoel de Oliveira e João Pedro Rodrigues. Lisboa: Sistema Solar.

    - Bértolo, José. 2019. Sobreimpressões - Leituras de Filmes. Lisboa: Sistema Solar.

    - Bogalheiro, José e Guerra, Manuel (ed.). 2020. Descasco as imagens e entrego-as na boca - Lições António Reis. Lisboa: Sistema Solar.

    -Childs, Jeffrey (ed.) 2019. Espelhos do Film Noir. Lisboa: Sistema Solar.

    - Clarke, M.J. e Wang, Cynthia. 2020. Indie Games in the Digital Age. London: Bloomsbury Academic.

    - Conde, Maitê e Dennison, Stephanie (ed.). 2018. Paulo Emilio Salles Gomes: On Brazil and Global Cinema. Cardiff: University of Wales Press.

    - Cordero-Hoyo, Elena e Soto-Vázques, Begoña. 2020. Women in Iberian Filmic Culture: A Feminist Approach to the Cinemas of Portugal and Spain. Bristol: Intellect.

    - De la Garza, Armida, Doughty, Ruth e Shaw, Deborah (ed.). 2020. Transnational Screens: Expanding the Borders of Transnational Cinema. New York: Routledge.

    - Dias Branco, Sérgio. 2020. Escrita em Movimento - Apontamentos Críticos sobre Filmes. Lisboa: Sistema Solar.

    - Florêncio, Pedro. 2019. Esculpindo o espaço. O cinema de Frederick Wiseman. Porto: Húmus

    - Leitão de Barros, Joana e Mantero, Ana. 2019. Leitão de Barros - A biografia roubada. Lisboa: Bizâncio.

    Os interessados em fazer a recensão de uma destas obras deverão contactar o editor da secção através de aniki@aim.org.pt