1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

The creation of the Association of Moving Image Researchers [AIM] arose from the desire to bring together in Portugal researchers from around the world who share the same interests and objectives.

Become Member

Join an international community of motion picture researchers and stay abreast of all AIM initiatives and news!

News

  • Chamada de Trabalhos Dossier temático "As Crises da Exibição Cinematográfica"

    Chamada de Trabalhos

    Dossier temático "As Crises da Exibição Cinematográfica"

    Prazo: 15 de janeiro, 2023


    A Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento anuncia a abertura da chamada de trabalhos para o dossier temático "As Crises da Exibição Cinematográfica”, editado por Rafael de Luna Freire (Universidade Federal Fluminense, Brasil), Charlotte Orzel (Universidade da Califórnia, Santa Barbara, EUA), e Ross Melnick (Universidade da Califórnia, Santa Barbara, EUA).


    O prazo para a submissão de artigos completos e originais em português, inglês ou espanhol é: 15 de Janeiro de 2023.

    Mais informações em:

    https://aim.org.pt/ojs/index.php/revista/announcement/view/63

  • Chamada de trabalhos para o Congresso Congresso: "Pensar o Século XX. Olhares do século vinte e um".


     

    Chamada de participação

    Ainda antes do final do ano 2000, já o século XX se constituía como problema em diferentes campos das ciências sociais e humanas. A coincidência entre o final do século e a conclusão de alguns dos seus fenómenos políticos mais emblemáticos – o comunismo no chamado Bloco de Leste, a Guerra Fria – pareceu reforçar a urgência de balanços e novas narrativas. O século surgia aí como uma ‘era dos extremos’ (Eric Hobsbawm) – e a Europa novecentista como um ‘continente sombrio’ (Mark Mazower) –, um ‘mundo de fantasia e catástrofe’ (Susan Buck-Morss) alternando entre a promessa utópica e a queda no abismo, ou, para citar alguns títulos mais recentes de histórias do século, uma ‘ida e volta ao inferno’ (Ian Kershaw), oscilando entre a ‘barbárie e a civilização’ (Bernard Wasserstein) e exigindo uma ‘história em fragmentos’ (Richard Vinen).

    Como estes títulos sugerem, a dramatização do século foi para muitos uma dimensão inseparável das formas narrativas que ao longo dele proliferaram. É neste sentido que se pode falar em ‘acontecimentos modernistas’ (Hayden White), ou seja, acontecimentos cuja dimensão exige a inventividade do modernismo, ou das próprias formas modernistas como expressão de um século percorrido pelo ‘antagonismo’ (Alain Badiou). No limite, a imagem do século pode coincidir com o olhar de uma arte moderna, o cinema (Francesco Casetti falou do ‘olho do século’), ou mesmo com uma das suas técnicas artísticas mais marcantes, como quando Georges Didi-Huberman fala da montagem como o ‘olho da história’ no século XX.

    O próprio século XXI pensa-se e representa-se a partir das muitas versões com que o século anterior é visto como ‘a última catástrofe’ (Henry Rousso), um marcador temporal da história do tempo presente. Ao longo das últimas duas décadas, a historiografia, a filosofia, a ciência política, os estudos artístiscos, entre inúmeras outras disciplinas, têm insistentemente refletido sobre o presente a partir das múltiplas narrativas produzidas ao longo, ou a propósito, do século XX. Mais do que um período histórico específico, o século passado constitui-se aí como um conceito, ou imaginário, que determina formas de pensamento político e representações sociais e artísticas. A sua proximidade, por outro lado, o dramatismo dos seus acontecimentos mais marcantes, bem como a profusão de formas audiovisuais que o percorreram, fazem do século XX um objeto particularmente propício à produção de memória e à emergência de novas fontes, arquivos e mediações históricas.

    O congresso Pensar o Século XX. Olhares do século vinte e um procura situar-se nos debates contemporâneos sobre a história, memória e herança do século XX, contribuindo para a diversificação e complexificação das suas narrativas e representações. Convida, nesse sentido, participações a partir de múltiplas áreas científicas que reflitam sobre o século XX – e sobre o tempo presente a partir do século XX –, incluindo (entre outras) a história e a memória, a história de arte, os estudos culturais, artísticos e literários, a filosofia, as ciências da comunicação, a pedagogia, as humanidades digitais, a economia e as ciências sociais, os estudos do clima e do ambiente, as ciências naturais e a tecnologia, os estudos urbanos e das mobilidades.

    Datas 1, 2 e 3 de fevereiro de 2023

    Local Universidade de Coimbra

    Organização Centro de Estudos Interdisciplinares

    Critérios para submissão As propostas deverão ser enviadas em forma de resumo, entre 300 e 500 palavras, em português, inglês, francês ou espanhol para o endereço pensarseculoxx@uc.pt

    Data limite para envio de propostas 18 de novembro de 2022


    Mais informações em: 

    https://www.uc.pt/iii/ceis20/article?key=a-a7f384c84e

  • Aniki volume v. 9 n. 2 (2022) online
  • Programa do XI Encontro Anual AIM
  • Conferencistas convidados no XI Encontro Anual AIM (25-28 Maio)