1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

The creation of the Association of Moving Image Researchers [AIM] arose from the desire to bring together in Portugal researchers from around the world who share the same interests and objectives.

Become Member

Join an international community of motion picture researchers and stay abreast of all AIM initiatives and news!

News

  • Chamada de trabalhos: Old Media Persistence.

    Old Media Persistence

    An ECREA virtual postconference co-organized by three ECREA Thematic Sections: 1) Communication History; 2) Radio & Sound section; 3) Television Studies

    Media and communication studies today especially focus on questions surrounding how digital media and digitization have changed and revolutionized previous media ecologies. Funding opportunities, PhD dissertations, journals and books on digitization and the relevance of digital media are overwhelming. This joint ECREA post conference, organized by the Communication History, Radio & Sound, and Television Studies Sections, invites colleagues to focus on and discuss claims that studying old media is imperative and still fully relevant to understand our contemporary media landscapes. In several media sectors, traditional media, such as television and radio, printing, analog photography and music, are still the most profitable businesses. The integration of old and new media seems to be more effective than disruptive models, and the so-called “old media” are still used and appreciated by media audiences worldwide. This post conference invites empirical and theoretical contributions from different angles. Potential topics may include, but are not limited to:

       * Old media persistence in terms of content, political mentality,
         business, law, regulation, audience and usage;
       * Remediation and persistence of old media forms into new media,
         processes of digitization of old media and persistence of old media
         business models;
       * The significance of traditional media (e.g. broadcasting, printing,
         analog photography and music, etc.) in contemporary digital culture;
       * Production studies of old media industries;
       * The persistence of propaganda and fake news from old to new media;
       * Old media and how they contribute to the process of datafication;
       * The persistence of old media in the everyday life of minoritarian or
         marginalised audiences;
       * New media histories for old media;
       * The persistence of old media activism;
       * The continuation and renewal of old controversies and debates (on
         governance, neutrality, etc.);
       * Nostalgia and use of old media archives as current practices both in
         the production of new media contents and in the audience consumption
       * Analog photography, vinyl, tapes and Super8 movies (among others):
         the return of nostalgic media


  • Chamada de trabalhos - Conferência de Narrativa, Média e Cognição


     

    Chamada de trabalhos, até dia 12 de Abril para a 6ª Conferência de Narrativa, Média e Cognição. A edição de 2021 tem como anfitriã a Escola Superior de Teatro e Cinema, do Instituto Politécnico de Lisboa, em Portugal, numa parceria com o GT Narrativas Audiovisuais da AIM – Associação de Investigadores da Imagem em Movimento. Decorrerá nos dias 14, 15 e 16 de Outubro de 2021, em edição virtual.

    Narrativa, Média e Cognição

    RECONFIGURAÇÕES: Novos desafios narrativos da imagem em movimento


    À entrada de uma nova década do século XXI o panorama artístico é cada vez mais híbrido e divergente das normas, verificando-se uma crescente miscigenação de formas, conteúdos e géneros. Urge, portanto, reflectir sobre a inter-relação existente entre as três áreas de estudo da conferência − a narrativa, os media/as artes, e a cognição – e contribuir com teorização académica que permita ampliar a reflexão sobre a natureza e o papel da narrativa como elemento aglutinador de uma nova práxis audiovisual. Neste sentido, a presente edição incide especificamente sobre os variados desafios da actualidade artística, procurando dinamizar o diálogo multidisciplinar. Uma sólida teorização é um factor privilegiado na selecção das propostas.

    Haverá uma publicação com revisão cega por pares de artigos emanados desta conferência. A inscrição na conferência é grátis, mas a inscrição é necessária para poder frequentar as sessões.

    Sugestões de tópicos possíveis, entre outros:

    Estruturas narrativas complexas, não-lineares e fragmentárias. 
    Auto-reflexividade, metalepse, ekphrasis, níveis diegéticos. 
    Narração não fidedigna.
    Personagens e universos diegéticos.
    Tempo e espaço na narrativa.
    Metodologias de escrita de argumento.
    Filme ensaio, webdocumentário.
    Autobiografia, auto-retrato e autoficção.
    Transmedia storytelling.
    Intermedialidade: quando a narrativa se manifesta em diferentes média.
    Adaptação cinematográfica.
    Serialidade televisiva.
    Narrativa e new media.  
    Narrativas em streaming e novos formatos de exibição / exposição.   
    Narrativa interactiva.
    Design, personagens e estruturas narrativas em videojogos.
    Narrativa como estrutura cognitiva.
    Relação entre média e cognição.
    Modos de narrar e estados alterados de consciência.
    Mecanismos de recepção e criação de narrativas.

  • Seminário de Investigação Permanente (1ª edição)


     

    É já esta quinta feira, dia 4 de março, pelas 15:00 (hora de Lisboa) que terá lugar via zoom, e com transmissão em directo via youtube, a primeira edição do Seminário de Investigação Permanente, organizada pela AIM. Com esta iniciativa a AIM pretende reforçar as ligações entre os seus associados independentemente do país ou continente em que se encontram.

    O seminário contará com duas apresentações:

    1) - “Som no cinema português das décadas de 80 e 90: do artesão à industrialização", por Tiago Fernandes (UBI). Grupo de trabalho AIM: "Cinema e Materialidades".

    2) - “Implicações entre jogos olímpicos e guerra: tomada e retomada dos arquivos em Chris Marker e Carole Roussopoulos", por Julia Fagoli (UFJF) e Glaura Cardoso Vale (UFMG). Grupo de trabalho AIM: "Outros Filmes".

    A participação é aberta a todos, sem necessidade de inscrição prévia, sendo feita através do link que divulgaremos no site da Associação e no próprio dia nas nossas redes sociais.


  • Chamada de trabalhos: Dossier Cinema e Educação: "Critical approaches towards (a new) arts education"

     Chamada de trabalhos, até dia 15 de Abril de 2021, para o dossier dedicado a Cinema e Educação, sob o titulo "Critical approaches towards (a new) arts education", organizado por Pedro Alves (EA-UCP / CITAR) & Catarina S. Martins (FBAUP / i2ADS), para o JSTA-Journal of Science and Technology of the Arts.

    We seek articles and researches that lead, from criticism or practice, to a critical, diverse and current reflection on the problems and turbulences of arts education, under any of the following topics:
    - Histories of arts education
    - Critical pedagogical practices and theoretical approaches in arts education
    - Action and research methodologies in arts education
    - Political frameworks in arts education
    - Social and cultural frameworks in arts education
    - Anti-discriminatory perspectives in arts education

  • Candidaturas para o lugar de assistente editorial na Revista ANIKI

     A/O assistente editorial terá, como principais funções: (1) assegurar as várias fases da produção dos textos aceites para publicação e do número em que se incluem (formatação de documentos; produção e correcção de provas; paginação; introdução de metadados; atribuição de DOI, etc.); (2) assegurar a manutenção do arquivo primário; (3) gerir a presença da revista nas bases de dados a que está indexada. Terá ainda, como funções secundárias: (1) apoiar as actividades do Conselho Editorial; e (2) apoiar a divulgação da revista nos canais próprios (lançamentos de CFP, novos números, etc.).


    Os candidatos deverão demonstrar as seguintes competências (gerais e específicas):


    Excelente domínio de português e inglês (compreensão, oralidade e escrita) e bom nível de compreensão de espanhol e francês;

    Excelente domínio de programas do Microsoft Office para Windows e aptidão para o uso de outras ferramentas e plataformas informáticas;

    Capacidade para desenvolver o trabalho de maneira autónoma, organizada e responsável;

    Capacidade de resposta rápida e de cumprimento de prazos previamente acordados;

    Capacidade para tratar informação de forma sistemática e com atenção ao detalhe;

    Interesse pela edição de âmbito académico em linha (online).

    Factores preferenciais:


    - Experiência prévia em produção editorial, em particular na plataforma Open Journal Systems (OJS/ PKP);


    - Experiência prévia em processamento de texto (WORD, etc.);


    - Familiaridade com a publicação académica e suas especificidades (avaliação por pares; sistemas internacionais de indexação e classificação de periódicos, etc.).


    Remuneração:


    €350/ por número (2 números/ ano). A revista oferecerá formação ao candidato seleccionado. 


    Formalização das candidaturas:


    Os interessados deverão formalizar a sua candidatura com um email dirigido ao Conselho Editorial da Aniki, onde conste (1) a indicação do lugar a que se está a candidatar; (2) identificação com nome completo, residência e contactos. Em anexo, devem ainda enviar a seguinte documentação: (1) curriculum vitae; (2) documentos comprovativos das habilitações literárias, formação e experiência profissional relevante; (3) carta de motivação.


    As candidaturas devem ser remetidas por via eletrónica para: aniki@aim.org.pt até ao dia 20 de Fevereiro de 2021.


    Processo de selecção:


    – Primeira fase: avaliação curricular dos candidatos admitidos a concurso;


    – Segunda fase: entrevista com os três candidatos mais bem classificados na primeira fase de seleção para testar competências específicas.


    A Aniki é uma revista online de acesso livre a textos integrais e com arbitragem científica publicada pela AIM – Associação de Investigadores da Imagem em Movimento, com o apoio do Instituto de História Contemporânea (IHC), FCSH-NOVA. Pode ser consultada aqui: https://aim.org.pt/ojs/index.php/revista/issue/view/25